apostoladodaoracao_150615cO Apostolado da Oração (AO) constitui a união dos fiéis que, por meio do oferecimento cotidiano de si mesmos, se juntam ao Sacrifício Eucarístico, no qual se exerce continuamente a obra da redenção, e desta forma, pela união vital de Cristo, da qual depende a fecundidade apostólica, colaboram na salvação do mundo. Em todo o mundo já são mais de 40 milhões de pessoas, presentes em 86 países.

A atitude interior de disponibilidade apostólica que o AO propõe deve ser fruto do amor. O AO propõe, assim, um caminho rumo à santidade a partir do oferecimento diário, que transforma nossa vida e nos coloca em comunhão universal de preces, pela força do Espírito Santo que habita em nossos corações, e nos impele a vivenciar os mesmos sentimentos do Coração de Jesus, para que, alimentados e modelados por Ele na Eucaristia, e reconciliados com Ele pelo sacramento da Reconciliação, possamos colocar-nos plenamente, de coração inteiro, a seu serviço e a serviço da Igreja, a exemplo de Maria, para que seu Reino venha a nós, hoje, amanhã e sempre.

História do AO

O AO está intimamente ligado à Companhia de Jesus. Começou em 1884 em um dos seus Colégios na França, onde estudantes de filosofia e teologia estavam ansiosos para fazer algum apostolado. Seu orientador lhes fez ver que enquanto eram estudantes não tinham condições para fazer pregação e outros trabalhos de apostolado direto. O que poderiam fazer era oferecer seus estudos, os sacrifícios voluntários e outros atos de piedade. Dois anos depois, este mesmo padre orientador espiritual publicou um livro chamado “O Apostolado da Oração”. O livro e a devoção obtiveram a aprovação do superior geral da ordem dos jesuítas, e o próprio papa Pio IX aprovou-os em 1849. Um bom teólogo, Pe. Gautrelet, SJ, deu o embasamento teológico à devoção ao Sagrado Coração, bem como ao próprio AO. Em 1861 começou a circular o Mensageiro do Coração de Jesus, como órgão oficial do AO. Passou a ser publicado em várias línguas, e a associação recebeu estatutos próprios e a aprovação oficial do papa. A sede da associação está em Roma e o Superior Geral dos Jesuítas é também o Superior Geral do AO. Ele os dirige por intermédio de um Delegado e um Secretário-geral. O AO no Brasil – O AO começou no Brasil em Itu, São Paulo, em 1871, por iniciativa do padre Bartolomeu Taddei, SJ, considerado o fundador e propagador do AO no Brasil. Antes disto houve um pequeno centro isolado em Pernambuco, em 1867, mas que não teve projeção nacional.

O AO em nossa Paróquia

Aos quatro dias do mês de junho de 1982 foi fundado, em nossa Paróquia, o centro do AO pela Sra. Nerica Pacheco. Em 1983, foi realizada a eleição, sendo formada a primeira Diretoria: Rute Bach (Presidente); Nerica Pacheco (Vice-Presidente); Terezinha Xavier da Rosa (Secretária); Ana Costa (Tesoureira).

A atual Coordenação do AO em nossa Paróquia tomou posse no dia 27 de junho de 2014, na Solenidade do Sagrado Coração de Jesus:
Diretor Local: Pe. Tarcísio Pedro Vieira (Pároco);
Coordenadora de Honra: Santolina Walter da Silva;
Coordenadora: Maria Lurdete Montibeler Santana;
Vice-Coordenadora: Vera Helena Varela Mattos;
Tesoureira: Maria Antonieta Bellany Lyra;
Vice-Tesoureira: Francisca Souza Venâncio;
Secretária: Bernadete Maria Schweitzer; e
Vice-Secretária: Yvone Ouriques de Aguiar.

Apostolado da Oração: 1ª Sexta-feira do Mês
17h Reunião |18h Hora Santa | 19h Missa

Ata de Fundação do AO da Paróquia Nossa Senhora da Glória

Ata de Fundação do AO da Paróquia Nossa Senhora da Glória

Comente